• Arquiteto Elimar do Carmo

Qual TIPO DE TINTA comprar para minha reforma?

Quando decidimos pintar algo em uma reforma ou construção, sempre a primeira preocupação que vem à mente é decidir a cor, porém na hora de fazer a compra nos deparamos com uma imensa variedade de tipos de tintas, com diferentes especificações e vantagens. Se você pensa que para pintar algo na reforma precisa apenas escolher a cor, então leia esse post e evite ter problemas e gastos futuros.


Quando pintamos as fachadas de um imóvel, por exemplo, devemos levar em consideração a ação climática que a pintura sofrerá. Tal pintura deve ser feita com produtos à prova de intempéries. Precisa tolerar, em boa forma, a incidência do sol, da chuva, ventos, calor prolongado, frio, umidade e maresia.

Com o uso do tipo de tinta errado, você poderá ter problemas como trincas, descascados, desbotamentos, bolsões de água, etc. Felizmente, hoje temos disponíveis no mercado diversos tipos de tintas com variadas opções de acabamentos e cores para cada tipo de superfície a ser pintada.


TIPOS DE TINTAS PARA REFORMA E DECORAÇÃO:


O nome geralmente indica a composição, e dependendo da composição a tinta possui uma melhor resistência ou se aplica melhor a algum tipo de superfície.

Tintas solúveis em água são diluídas com água e os pincéis e respingos podem ser lavados com água e sabão neutro. Já as tintas solúveis em solvente precisam de aguarrás para diluição e limpeza do equipamento.


• TINTA LÁTEX / PVA:

São bastante utilizadas para pinturas internas, idealmente para tetos, pois não são resistentes ao sol, desbotando e descascando com facilidade. São solúveis em água, portanto não resiste bem a lavagens e à ação constante da água, o que as tornam contraindicadas para chuvas ou áreas molhadas. Secam rápido e possuem um acabamento fosco.


• TINTA ACRÍLICA:

São feitas à base de água, porém diferente das tintas Látex podem ser utilizada tanto dentro de casa como em suas superfícies externas. São encontradas no mercado como tintas emborrachadas, laváveis ou sem cheiro.

As acrílicas emborrachadas são especialmente indicadas para fachadas e muros, pois formam uma membrana flexível que protegem a superfície de descascamento e rachaduras provocadas pela retração e dilatação da argamassa diante do sol ou da chuva.


• TINTA ACRÍLICA LAVÁVEL:

As acrílicas laváveis possuem componentes que repelem a água, resistindo a esfregões e produtos químicos de limpeza, podem ser utilizadas do lado de fora também, pois são muito resistentes. São ótimas para cozinhas e áreas molhadas que precisem de limpeza intensa, também indicadas para quarto de criança por ser fácil limpar riscos e desenhos nas paredes, ambientes com animais e locais com bastante circulação de gente, como corredores.

Seu acabamento é acetinado, mas bem próximo do fosco.


• TINTA ACRÍLICA SEM CHEIRO:

Tintas acrílicas do tipo sem cheiro possuem acabamento acetinado ou fosco e também resistem às ações típicas do ambiente externo. Contudo, são muito indicadas para pequenas reformas internas com os moradores ainda alocados nos ambientes.


• TINTA ESMALTE / À ÓLEO:

Podem ser utilizadas em cerâmica, madeira ou ferro e são mais trabalhosas para pintar. Geralmente muito utilizadas para janelas, portas e mobiliário. São altamente resistentes à água, podendo ser usadas em mobiliário de área externa. Não são indicadas para paredes pois podem surgir bolhas na pintura.

Geralmente são a base de solvente, o que implica em odores fortes e uma secagem demorada. Podem ser encontrados em acabamentos fosco, semibrilho e acetinado e são muito resistentes às ações climáticas.

Atualmente o mercado já oferece esmaltes à base d´água, que apresentam menos cheiro e secam bem mais rapidamente, porém são indicados apenas para áreas internas.


• TINTA VERNIZ:

Especificamente indicadas para madeira, podendo ser encontrados para madeiras internas ou externas. São ideais se você deseja manter o visual da própria madeira, pois são transparentes. As indicadas para áreas externas penetram bastante na madeira, deixando-a ainda mais resistente à água da chuva ou umidade.

Podem ser encontrados com pigmentações que dão acabamentos semelhantes aos tons de madeiras mais nobres, e podem ter acabamentos fosco, acetinado e alto brilho.


• TINTA EPÓXI:

A tinta epóxi tem uma resistência acima da média, tanto em relação a impactos quanto por produtos químicos. É muito durável, ficando bem colocada por vários anos. Além do reboco de cimento, pode ser usada sobre azulejos e cerâmicas. Mas fica um alerta: a superfície lisa e pouco porosa dos azulejos diminui a resistência da tinta.

Existem tintas epóxi à base de solventes e à base de água. Ambas podem ser usadas em áreas externas. São bastante utilizadas em área muito olhadas, como caixa d´água, box de banheiros, cozinhas e piscinas. Algumas fórmulas permitem a aplicação em pisos de áreas externas.

A superfície de aplicação deve estar completamente limpa, desengordurada e livre de trincas e rachaduras. Caso contrário, possíveis infiltrações causarão bolhas na película final.

Podem possuir um acabamento mais fosco em cores mais claras, mas nas cores escuras só são encontradas com acabamento brilhante.


• TINTA ISOLANTE TÉRMICA:

Ideais para pintar coberturas e telhados, muito resistente e flexível, são feitas para refletir a maior parte do calor emitido pelos raios solares. Também são usadas como impermeabilizante para telhados, lajes e até as paredes das fachadas. Quando maior a área pintada com a tinta, maior o controle de calor dentro da construção.

Devemos lembrar que para esse controle da temperatura, devem ser usadas em cor branca ou similares, por causa da baixa absorção de calor. Não são encontradas em cores vibrantes ou escuras.


• TINTAS TEXTURA:

Cada vez mais surgem no mercado tintas que produzem texturas, como cimento queimado, mármores e madeira. Também encontramos produtos que criam uma superfície metálica para uso de ímãs, efeito de quadro negro pra uso de giz, sem falar nas massas corridas que criam diversos efeitos.



TIPOS DE ACABAMENTO:


• FOSCO:

São ótimas para disfarçar pequenas irregularidades da superfície, além de poder ser retocadas localmente sem que fique aparente. São as menos resistentes a limpeza.


• ACETINADAS:

Possuem um efeito mais sofisticado e possuem um brilho suave, o que realça mais as paredes e as imperfeições. São mais resistentes do que as de acabamento fosco.


• SEMIBRILHO/ ALTO BRILHO:

Ressaltam qualquer relevo e imperfeição das paredes e não podem ser retocadas em lugares específicos, exigindo a repintura total. São as mais resistentes à limpeza.



Confira também nosso vídeo sobre o tema no nosso canal do YouTube:


E que tal ter o acompanhamento de um arquiteto durante o processo? Clique aqui e marque uma conversa comigo, podemos analisar juntos o melhor serviço para o seu caso!


Conte pra gente nos comentários o que você achou deste tema! Ainda lhe resta alguma dúvida? Entre em contato conosco que teremos o maior prazer em responder todas as suas dúvidas!

  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • Pinterest - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco